SOS QUÍMICA - O SITE DO PROFESSOR SAUL SANTANA.

 QUESTÕES

SOLUÇÕES.

01) Dê o significado das seguintes senten­ças:

a) Uma solução apresenta título igual a 0,2. 

b) Uma solução a 10%, em massa, de NaCI

c) Uma solução apresenta densidade de 1 200 g/L. 

 

02) Uma solução a 17%, em massa, de NH4CI possui 50 g de soluto. Qual a massa de água nessa solução?

 

03) Qual a porcentagem, em massa, de soluto numa solução preparada pela dissolução de 8 g de NaOH em 92 g de água?

 

04) Dissolve-se 1 mol de moléculas HCI em 963,5 g de água. Calcule a porcen­tagem, em massa, de HCI nessa solu­ção.

 

05) São dissolvidos 68 g de (NH4)2S em 342 g de água. Descubra as frações molares do soluto e do solvente dessa solução.

 

06) Calcule a massa de 500 cm3 de uma solução cuja densidade absoluta é de 200 g/L.

 

07) Dê o significado das seguintes sentenças:

a) Uma solução de NaCI apresenta concentração de 2 g/L. R = 2 g por litro solução

b) Uma solução 0,8 M. R = 0,8 mol por litro solução

c) Uma solução 1,5 mola!. R = 1,5 mol por 1000 g de solução

 

08) Calcule a concentração molar de uma solução de H2SO4 cuja concentração comum é de 9,8 g/L.

 

09) Determine a massa de NaOH que existe em 2 L de solução 0,1 M dessa base.

10) A porcentagem, em massa, de etanol (C2H6O) em uma solução aquosa dessa substân­cia é igual a 46%. Calcule:

a) a fração molar da água nessa solução;

b) a molaridade dessa solução, cuja densidade é de 0,8 g/cm3.

 

11) Prepara-se uma solução dissolvendo-se 34 g de nitrato de prata (AgNO3) em 250 g de água. Qual é a mola lida de dessa solução?

 

12) São dissolvidos 6,0 g de uréia [CO(NH2)2] em 90 g de água. Determine o título da solução, as frações molares do soluto e do solvente e a molalidade da solução.

 

13) Calcule x, conforme o esquema:

14) Deseja-se preparar uma solução 1 M de NaOH, partindo de 400 mL de uma solução 1,5 M dessa base. Que volume de água deve ser adicionado? Qual o volume da solução 1 M obtida?

 

15) A 100 mL de uma solução 0,25 M de (NH4)2CO3 são adicionados 100 mL de uma solução 0,5 M do mesmo sal. Calcule a concentração, em g/L, da solução resultante.

 

16) Que volume de água destilada se deve juntar a 500 mL de uma solução de ácido sulfúri­co, de 1,96 g/mL de densidade e 90%, em massa, de H2SO4, a fim de se obter uma solução 10 M?

 

17) Uma solução de ácido nítrico tem 1,35 g/mL de densidade e 56%, em massa, de HNO3. Determine o volume dessa solução que, diluída, fornece 300 mL de solução 0,6 M.

 

18) Uma solução de ácido nítrico de 1,26 g/cm3 de densidade contém 40%, em massa, de HNO3. Que volume dessa solução é necessário para, após uma diluição, preparar 2 L de solução 1 M de ácido nítrico?

 

19) (PUCC-SP) No preparo de solução alvejante de tinturaria, 521,5 g de hipoclorito de sódio são dissolvi­dos em água suficiente para 10,0 L de solução. A concentração, em moI/L, da solução obtida é: (Dado: massa molar do NaCIO = 74,5 g/mol.)

a) 7,0.        b) 3,5.         c) 0,70.        d) 0,35.              e) 0,22.

 

20) (Fuvest-SP) A concentração de íons fluoreto em uma água de uso doméstico é de 5,0.10-5 moI/L. Se uma pessoa tomar 3,0 L dessa água por dia, ao fim de um dia, a massa de fluoreto, em miligramas, que essa pessoa ingeriu é igual a: (Dado: massa molar do fluoreto = 19,0 g/mol.)

a) 0,9.       b) 1,3.          c) 2,8.         d) 5,7.          e) 15.

 

21) (Unifor-CE) Qual das expressões abaixo melhor indica a concentração de uma solução em termos de % em massa?

a) mL de soluto/100 mL de solução.                      b) g de soluto/100 g de solução. 

c) g de soluto/100 g de solvente.                           d) mol de soluto/100 mol de solução.

e) mol de soluto/100 mol de solvente.

 

22) (lTA-SP) Considere as seguintes soluções:

I) 10 g de NaCI em 100 g de água                         II) 10 g de NaCI em 100 mL de água

III) 20 g de NaCI em 180 g de água                      IV) 10 mols de NaCI em 90 mols de água

Destas soluções, tem concentração 10% em massa de cloreto de sódio:

a) apenas I.       b) apenas III          c) apenas IV.         d) apenas I e II.             e) apenas III e IV.

 

23) (EEP-SP) Considere a figura ao lado:

A mesma representa a curva de solubili­dade do KNO3 em função da temperatura. Adicionando-se 20 g de KNO3 em 100 g de H2O a 20°C, forma-se:

a) um sistema heterogêneo com duas fases.                              b) um sistema homogêneo com duas fases.

c) uma solução saturada.                                                          d) uma solução insaturada.     

e) um sistema trifásico constituído pelo!õ íons K+ e NO- e por parte do KNO3 que não se dissolveu.

 

24) (PUCC-SP) Considere o gráfico representativo da curva de solubilidade do ácido bórico em água:

Adicionando-se 200 g de H3BO3 em 1,00 kg de água, a 20°C, quantos gramas do ácido restam na fase sólida?

a) 50,0.           b) 75,0.           c) 100.          d) 150.            e) 175.

 

25) (FEI-SP) As curvas de solubilidade dos sais NaCI e NH4CI estão representadas no gráfico abaixo:

Com base neste gráfico, podemos afirmar que em 100 g de H2O:

a) dissolve-se maior massa de NH4CI que NaCI a 20 ºC.                   

b) NaCI é mais solúvel que NH4CI a 60 ºC.

c) NaCI é menos solúvel que NH4CI a 40 ºC.

d) 30 g de qualquer um desses sais são totalmente dissolvidos a 40  ºC .  

e) a quantidade de NaCI dissolvida a 80°C é maior que a 40°C.

 

26) (PUC-MG) Observe com atenção o gráfico ao lado:

A menor quantidade de água ne­cessária para dissolver 36 g de KCI a 30°C é:

a) 30g.           b) 45g.           c) 64 g.           d) 90 g.            e) 728 g.

 

27) (PUC-MG) Observe o gráfico ao lado:

Assinale a solução que apresenta maior massa de soluto em 100 g de água:

a) solução saturada de NaCI a 100°C.

b) solução saturada de KCI a 50°C.

c) solução saturada de NaNO3 a 25°C.   

d) solução saturada de KNO3 a 25°C.

e) solução saturada de K2CrO4 a 50°C.

 

28) (MACK-SP) Um sistema contendo uma mistura:

a) é sempre polifásico.

b) é monofásico se for formado por líquidos imiscíveis.

c) nunca pode ser monofásico.

d) é sempre monofásico.

e) pode apresentar uma ou mais fases.  

 

29) (FOC-SP) Adicionando-se 10,0 mL de uma solução aquosa de NaOH 0,2 M a 30,0 mL de uma solução aquosa de HCI 0,1 M, a solução resultante é:

a) neutra.

b) ácida e contém 3 . 10-3 mols de sal.

c) é básica e contém 0,2 . 10-3 mol de base sem neutralizar.

d) é ácida e contém 1 . 10-3 mol de ácido sem neutralizar.  

e) é ácida e contém 1 mol de ácido sem neutralizar e 2 mols de sal.

 

30) (ITA-SP) O volume, em litros, de uma solução 0,30 M de sulfato de alumínio que contém 3,0 mols de cátion alumínio é:

a) 2,5.          b) 3,3.           c) 5,0.            d) 9,0          e) 10..

 

31) (UFU-MG) O limite máximo de ingestão diária de H3PO4 usado como conservante em alimentos, é de 5 mg/kg de peso. O volume (em mL) de refrigerante, contendo H3PO4 na concentração de 6,1 mmol/L, que uma pessoa de 60 kg pode ingerir para atingir o limite máximo diário permitido é:

a) 50.       b) 0,5.           c) 500.              d) 300.                      e) 30.

 

32) (PUC-MG) Uma lata de água mineral (Rhodius) de origem alemã, apresenta uma concentração em termos de íon magnésio igual a 182 mg/L. A concentração dos íons de magnésio nessa lata, em moi/L, é:

a) 3,8. 10-3.       b) 1,5.10-5.            c) 3,0. 10-2.           d)7,5.10-2.             e) 7,5. 10-3.  

 

33) (USJT-SP) A concentração de glicose (C6H12O6) na urina é determinada pela média da intensidade da cor resultante da reação desse açúcar com ácido 3,5-dinitrosalicílico. A tabela abaixo mostra a relação entre a concentração de glicose em solução aquosa e a intensidade da cor resultante:

Concentração (g/100 mL)

Intensidade da cor

0,20

0,30

0,40

0,55

0,60

0,80

0,80

1,10

Qual é a concentração, em gramas por litro, de uma solução de glicose que, após a reação, apresenta intensidade de cor igual a 0,80?

a) 2,0 g/L.          b) 4,0 g/L.          c) 6,0 g/L.           d) 8,0 g/L.         e) 11,0g/L.

 

34) (FEI-SP) A medicina popular usa algumas plantas, geralmente na forma de infusão (chás), para a cura de diversas doenças. O boldo é preparado deixando-se suas folhas em água fria (20 ºC). No caso da camomila, adiciona-se água fervente (100 ºC) sobre suas flores. Com relação às substâncias terapêuti­cas do boldo e da camomila e supondo que ambas as dissoluções sejam endotérmicas, podemos afir­mar que a 20 ºC:

a) as da camomila são mais solúveis em água.       b) ambas são insolúveis em água.

c) possuem a mesma solubilidade em água.           d) as solubilidades independem da temperatura.

e) as do boldo são mais solúveis. 

 

35) (FEI-SP) A tabela abaixo fornece as solubilidades do KCI e do Li2CO3 a várias temperaturas:

Temperatura

Solubilidade (g/100 g H2O)

(ºC)

KCI

Li2CO3

0

27,6

0,154

10

31,0

0,143

20

34,0

0,133

30

37,0

0,125

40

40,0

0,117

50

42,6

0,108

Assinale a alternativa falsa:

a) A dissolução do KCI em água é endotérmica.

b) O aquecimento diminui a solubilidade do Li2CO3 em água.

c) A massa de KCI capaz de saturar 50 g de água, a 40ºC, é 20 g.

d) Ao resfriar, de 50ºC até 20ºC, uma solução que contém inicialmente 108 mg de Li2CO3 em 100 g de água, haverá precipitação de 25 mg de Li2CO3     

e) A 10ºC, a solubilidade do KCI é maior do que a do Li2CO3

 

36) (MACK-SP) A concentração em g/L da solução obtida ao se dissolverem 4 g de cloreto de sódio em 50 cm3 de água é:

a) 0,08 g/L.          b) 80 g/L.          c) 12,5 g/L.          d) 200 g/L.           e) 20 g/L.

 

37) (Vunesp-SP) Pipetaram-se 10 mL de uma solução aquosa de NaOH de concentração 1,0 moI/L. Em seguida, adicionou-se água suficiente para atingir o volume final de 500 mL. A concentração da solução resultante, em moi/L, é:

a) 5,0. 10-3.           b) 2,0. 10-2.           c) 5,0. 10-2.           d) 0,10.          e) 0,20.

 

38) (PUC-MG) O soro caseiro, recomendado para evitar a desidratação infantil, consiste em uma solução aquosa de cloreto de sódio (3,5 g/L) e de sacarose (11,0 g/L). As concentrações, em moI/L, do cloreto de sódio e da sacarose nessa solução, valem respectivamente:

a) 0,190 e 0,064         b) 0,060 e 0,032.           c) 0,380 e 0,128       

d) 0,760 e 0,032.         e) 0,950 e 0,064.

(Dados: Fórmula: cloreto de sódio - NaCI; sacarose – C12H22O11')

 

39) (PUC-MG) O ácido tartárico C4H6O6 conservante usado em alguns refrigerantes, pode ser obtido a partir da uva, durante o processo de fabricação do vinho. A concentração do ácido tartárico num refrigerante é 0,2 moI/L. A massa de ácido utilizada na fabricação de 10.000 L de refrigerante é, em gramas, igual a:

a) 3.102.            b) 2,0. 103.        c) 1,5.104.          d) 2,0.104.        e) 3,0.105.  

 

40) (FEI-SP) A massa de Na2CO3 .10 H20 necessária para preparar 5 L de solução aquosa de Na2CO3 0,10 M é igual a:

a) 53g.              b) 106g.            c) 143g.           d) 286g.            e) 500g.

 

41) (UFOP-MG) Que volumes de soluções 0,5 mol/L e 1,0 mol/L de mesmo soluto deveremos juntar para obtermos 2,0 L de solução 0,8 moI/L?

 

42) (FAAP-SP) Para se fazer uma solução de HCI 10 mM, quais as quantidades de água destilada e de solução estoque de HCI 5 M, que deverão ser misturadas, respectivamente?

a) 0,2 mL e 99,8 mL      b) 99,8 mL e 0,2 mL.     c) 0,3 mL e 49,7 mL.

d) 49,7 mL e 0,3 mL.     e) 0,4 mL e 399,6 mL.

 

43) (PUCC-SP) Na titulação de 10,0 mL do ácido clorídrico existente numa amostra de suco gástrico, foram gastos 9,0 mL de uma solução 0,20 M de hidróxido de sódio. Qual a molaridade do ácido na amostra?

a) 1,8.          b) 0,90.           c) 0,45.           d) 0,20.          e) 0,18.

 

44) (Unicamp-SP) Sabe-se que em 100 mL de leite integral há cerca de 120 mg de cálcio. Calcule a concentração de cálcio no leite em mol/L.

X) Temos uma solução aquosa de HCl  7,3 M, que contém 24% em massa de soluto. Calcule a densi­dade dessa solução e a sua molalidade.

 

GABARITO.

01)  a) 20% m1. Em 100 g de solução 20 g de soluto.

b) 10% m1. Em 100 g de solução 10 g de soluto.

c) 20% m1. Em 1 L de solução 1200 g de soluto.

 

02) 244 g

03) 8%,

04) 3,65%,

05) 0,05 e 0,95,

06)100 g,

07) a) 2 g por litro solução, b) 0,8 mol por litro solução, c) 1,5 mol por 1000 g de solução

 

08) 0,1 M,

09) 8 g,

10) a) 0,75, b) 8 M,

11) 0,8 molal,

12) 0,0625 , 0,02 e 0,98 , 1,11 molal

13) 0,38 M,

14) 200 mL e 600 mL,

15) 36g/L, 

16) 400 mL,

17) 15 mL,

18) 0,25 L

19) C

20) C

21) B

22) B

23) D

24) D

25) D

26) D

27) C

28) E

29) D

30) C  

31) C 

32) E 

33) C      

34) E

35) D

36) B  

37) B    

38) B    

39) E  

40) C

41)  0,8 l de solução 0,5 M e 1,2 L de solução 1,0 M

42) B

43) B    

44) R = 0,03 mol/L

DESAFIO: R = 1110,2 g/L e 8,65 molal

 

F I M.